Artigo | Da concepção à realidade: A arte de “O Despertar da Força” – Parte 1

Artigo | Da concepção à realidade: A arte de “O Despertar da Força” – Parte 1

Não se pode negar o importante papel que a arte, em suas diferentes formas, desempenhou em estabelecer o universo Star Wars que conhecemos e amamos.

No passado, artistas como Ralph McQuarrie, Joe Johnston, e Doug Chiang criaram a beleza de Star Wars com suas ideias, paixões, e um pouco de magia, resultando em algo mais além do que nossos olhos podem enxergar. Foi esse tipo de esforço de colaboração que deu a Star Wars seu próprio olhar e voz única, e hoje, com o alvorecer de uma nova era na franquia, o impacto desses artistas é tão fundamental quanto antes.

A Arte de Star Wars: O Despertar da Força, por Phil Szostak é um livro verdadeiramente incrível, que dá aos fãs de Star Wars um vislumbre de como essa galáxia distante voltou à vida na era moderna. Vamos dar uma rápida olhada em alguns dos conceitos não utilizados no livro, através das diferentes fases de concepção de “O Despertar da Força”.

Fase de concepção:

Janeiro de 2013

Em 09 de janeiro, a equipe de arte de concepção teve sua primeira reunião para discutir como o filme deveria ser parecido. Para estabelecer esse ponto de reentrada essencial para a franquia, a equipe encontrou-se com alguns artistas veteranos da ILM (Industrial Light &Magic) para colaborar com o esforço em sua própria versão dos trabalhos. Em janeiro, o trabalho foi focado em como Luke Skywalker, Han Solo e a Princesa Leia tornaram-se nos últimos trinta anos. Dois novos personagens, Kira e Sam (mais tarde rebatizados como Rey e Finn), também foram idealizados pela primeira vez. E em 25 de Janeiro, J. J. Abrams foi anunciado, oficialmente, como o diretor do episódio VII.

janeiro

Fevereiro de 2013

Abrams visitou a equipe da Lucasfilm em 13 de fevereiro para uma apresentação de arte liderada por Kathleen Kennedy e Rick Carter. O Castelo de Darth Vader (como ilustrado por McQuarrie em “O Império Contra-Ataca”) foi mencionado. O planeta Ferro-Velho, o casebre de Luke, bem como a Natureza da Força foram assuntos discutidos e continuaram a ser desenvolvidos.

Rey_Kira_bike_concept_art

Março de 2013

Os esboços de Michael Arndt para o filme continuaram a tomar forma. Foram desenvolvidos projetos para o novo vilão “Assassino de Jedi” (que até aquele momento não tinha uma origem definida), para o paradeiro de Luke, e o planeta natal de Kira. Foram exploradas novas ideias para o roteiro, como um ataque a luz do dia pelo assassino Jedi e sua horda (que inicialmente seria um grupo de piratas e mercenários, em seguida, stormtroopers, consolidando a união do assassino Jedi com as forças Neo-Imperiais). Foi idealizada uma super arma Neo-Imperial que emana de um planeta. A batalha final em um planeta de gelo e um mentor com a mesma função de Yoda para os jovens protagonistas também foram planejadas desde o início. Um enigmático “John Doe”, mais tarde chamado Poe, completou o trio de aventureiros.

marco

Abril de 2013

O primeiro ato da trama começou a entrar em foco, assim como a profundidade de alguns personagens, como Sam (Finn) sendo um stormtrooper, John Doe (Poe) sendo um militar da República, tendo como companheiro um droid carregando informações vitais, e Kira (Rey) sendo uma catadora de lixo. Os artistas conceituais continuaram a gerar ideias do roteiro para o resto do filme, particularmente, as forças Neo-Imperiais e sua base.

abril

Sam (Finn), um stormtrooper, e John Doe (Poe), um militar da República.

Maio de 2013

Após o fim de sua turnê mundial para “Star Trek: Além da Escuridão”, Abrams voltou toda sua atenção para o Episódio VII. Foram propostas duas novas locações: uma “Cidade do Crime” ou “Cidade Exótica”, onde os jovens heróis encontrariam Han Solo, e uma nova base rebelde. Um dos artistas propôs a pergunta: “E se eles [os Neo-Imperiais] tivessem a capacidade de sugar a energia de uma estrela?” Assim, o conceito de “suprimir o sol” da Starkiller nasceu.

Junho de 2013

Em junho foram abordadas as ideias de fazer o interior de um Destroyer Imperial decadente, AT-AT abandonado como casa de Kira, um novo modelo de Destroyer Neo-Imperial, e um novo personagem com arquétipos da mentora “Maz Kanata”, assim como o desenvolvimento contínuo de cidades exóticas, a base Starkiller e a base rebelde de Leia.

junho

Conceito de Kira e Sam.

Pré-Produção:

Julho de 2013

Duas tomadas de ação estavam sendo definidas: o ataque dos Neo-Imperiais em uma aldeia (Jakku), e uma perseguição entre Tie Fighters e a Falcon no “cemitério” de naves imperiais. Os projetos de design para o planeta Starkiller, o novo caça TIE, Maz e sua casa de apostas, além do droid de John Doe persistiram. O quartel general de Leia e dos rebeldes mudou drasticamente de um penhasco para um cenário de selva densa. Abrams aprovou os conceitos para o hangar de um Star Destroyer e novos veículos de transporte dos stormtrooper.

julho

Agosto de 2013

Como noticiado aqui, o fantasma de Anakin faria uma participação em “O Despertar da Força, oscilando entre o Lado Sombrio e o da Luz. Dessa forma, Luke teria conhecimento de que o Lado Sombrio não havia se separada da alma de seu pai. Mas ao que parece, isso seria reflexo do próprio Luke, lutando para equilibrar a luz e a escuridão dentro de si. Obviamente, a ideia foi abandonada.

agosto

Setembro de 2013

Em setembro, o departamento de figurino chegava à conclusão dos modelos e armas dos stormtrooper, snowtrooper, e flametrooper, com a aprovação inicial do diretor.

setembro

Outubro de 2013

Os artistas produziram desenhos inspirados nmo Castelo de Darth Vader. No início, era para ser o castelo da Princesa Leia, onde os heróis iriam procurá-la depois de deixar a cidade exótica. Michael Arndt afastou-se do projeto, e Lawrence Kasdan e J.J. Abrams retomaram o roteiro em seu lugar. Os departamentos de arte concentraram-se na no ataque à aldeia de Jakku, ao AT-AT de Kira, nos veículos, e no vilão Assassino de Jedi, ainda não aprovado.

outubro 2

Novembro 2013

O Projeto sobre o vilão continuou, alguns conceitos foram descartados e, posteriormente, utilizados nos membros da Guavian Death Gang. Os Primeiros desenhos do departamento de figurino de Kira vieram à tona. Em 28 de novembro, os novos stormtrooper desenhados por Michael Kaplan foram totalmente aprovados. O departamento de criaturas continuou produzindo alienígenas e andróides. Durante o desenvolvimento, os projetistas definiram todo o filme, juntamente com os veículos, incluindo o primeiro projeto aprovado para uma versão atualizada do X-Wing.

novembro

Dezembro de 2013

Com a fotografia principal marcada para o início de 2014, milhares de conceitos tinham sido criados, até o momento. Em meados de dezembro, J.J. convocou uma reunião para lançar a versão mais recente do roteiro o episódio VII. Dias depois, ele e Lawrence Kasdan anunciaram o primeiro rascunho do roteiro, ainda sem título.

E aí, o que achou dos bastidores da criação do Episódio VII? Deixe sua opinião nos comentários e continue acompanhando para checar a parte 2 deste post.

Fonte: StarWarsNewsNet