Cronologia | Episódio VI: O Retorno de Jedi (Filmes)

Cronologia | Episódio VI: O Retorno de Jedi (Filmes)

Eu sou um Jedi, como meu pai foi antes de mim.
Luke Skywalker

Poster do filme (Edição Especial)

Star Wars Episódio VI: O Retorno de Jedi (Return of the Jedi, originalmente) é o terceiro capítulo da Trilogia Original e o sexto na série em geral de filmes de George Lucas. É um filme americano de 1983, uma ópera espacial épica dirigida por Richard Marquand e escrita por George Lucas e Lawrence Kasdan, com Lucas como produtor executivo Originalmente lançado em 6 de Outubro de 1983 no Brasil, foi relançado em 1997 e em 2004.

A história se passa aproximadamente um ano depois dos eventos de O Império Contra-Ataca. Luke Skywalker e seus amigos viajam para Tatooine e salvam seu amigo Han Solo do lorde do crime Jabba o Hutt. Enquanto isso, o Império Galático, sob a supervisão militar de Darth Vader, começou a construção de uma segunda Estrela da Morte, visando aniquilar a Aliança Rebelde. Como o Imperador Palpatine planeja supervisionar pessoalmente as etapas finais de sua construção, a Frota Rebelde dá início a um ataque em grande escala à Estrela da Morte, para evitar o término de sua construção e matar Palpatine, pondo efetivamente um fim ao Império. Neste meio tempo, Luke Skywalker, um líder rebelde e Cavaleiro Jedi, luta para resgatar Vader, um ex-Jedi que também é seu pai, de volta do lado sombrio da Força em um climático duelo final diante do maligno Imperador Palpatine.

David Lynch e David Cronenberg foram considerados para dirigir o projeto, antes de Marquand assinar como diretor. A equipe de produção se baseou nos storyboards de Lucas durante a pré-produção; enquanto escreviam o roteiro, Lucas, Kasdan, Marquande o produtor Howard Kazanjian passaram duas semanas em reuniões, discutindo ideias para a sua construção. A agenda de Kazanjian adiou as filmagens em algumas semanas, para permitir à Industrial Light & Magic que trabalhasse os efeitos especiais do filme na pós-produção. As filmagens ocorreram na Inglaterra, Califórnia e Arizona, de janeiro a março de 1982, e Lucas esteve em comando dos trabalhos da segunda unidade. A produção do filme foi envolta em segredo, e recebeu o título de Blue Harvest (literalmente “Colheita Azul”), para evitar especulações sobre seus custos.

O filme foi lançado nos cinemas em 25 de maio de 1983, recebendo críticas positivas em sua maior parte. Espectadores, no entanto, consideraram o filme num patamar levemente abaixo do que os anteriores. Obteve mais de 475 milhões de dólares ao redor do mundo, e diversos lançamentos em vídeo e no cinema foram feitos durante os 20 anos seguintes até que a série Star Wars continuou com Star Wars Episódio I: A Ameaça Fantasma, dando início à trilogia prequela.

O título do filme deveria ser A Vingança do Jedi, mas um pouco antes da estreia George Lucas retornou à ideia inicial adotando o nome conhecido até hoje – e que significa, mais exatamente, O Retorno do (Cavaleiro) Jedi. O motivo para tal decisão seria o de que um Jedi nunca se vingaria, a não ser que quisesse passar para o lado sombrio da Força. A vantagem é que esta decisão eliminou o conflito que poderia vir com o título (corretamente traduzido) do terceiro filme da série cronológica, Star Wars Episódio III: A Vingança dos Sith.

Ficha Técnica

– Atribuição
Diretor(es): Richard Marquand
Produtor(es):

Roteirista(s):

Estrelando:

– Informações de Produção
Distribuidora: 20th Century Fox
Lançado em:

Tempo de filme: 135 min.

Orçamento: $32.500.000

– Cronologia
Linha do Tempo: 4 DBY
Era: Era da Rebelião
Precedido por: Episódio V: O Império Contra-Ataca
Seguido por: Episódio VII: O Despertar da Força

Texto Inicial

Episódio VI

O Retorno de Jedi

Luke Skywalker voltou ao seu planeta natal, Tatooine, na tentativa de salvar seu amigo Han Solo das garras do desprezível bandido Jabba, o Hutt.

Luke ainda não sabe que o IMPÉRIO GALÁCTICO iniciou secretamente a construção de uma nova estação espacial bélica, mais poderosa que a primeira e temida Estrela da Morte.

Quando estiver pronta, esta arma definitiva certamente significará o fim do pequeno grupo de rebeldes que luta para devolver a liberdade à galáxia….

Resumo

Luke Skywalker (que não terminou o treino Jedi) e a Princesa Leia vão a Tatooine ao resgate de Han Solo, mantido prisioneiro por Jabba o Hutt, um perigoso gangster intergaláctico. Enquanto isso, o Império reconstrói secretamente uma nova Estrela da Morte na lua de Endor ao mesmo tempo que o Imperador esboça um plano para acabar com a Aliança Rebelde de uma vez por todas. Darth Vader, sob as ordens do Imperador prepara-se para reencontrar e trazer o seu filho à sua presença, para este último poder assim consumar o seu objetivo de destruir a Aliança Rebelde e o último cavaleiro Jedi de um só golpe.

Luke Skywalker chegando no palácio de Jabba.

Após resgatar Han Solo, a Aliança Rebelde, que recentemente havia obtido informações sobre o projeto para a nova Estrela da Morte engendra um plano para sufocar a agenda imperial: estando as esqueleto metálico da nova Estrela da Morte ainda parcialmente construído e apenas ligeiramente protegido por um escudo defletor interplanetário, emitido através da lua de Endor, a partir da qual a estação semi-construída orbita, uma pequena equipa de assalto deverá supostamente passar o bloqueio planetário através de códigos imperiais fornecidos pela rede de espionagem Bothan, desativar a estação emissora do escudo defletor e aguardar a chegada da frota rebelde para finalizar a destruição da Estrela da Morte antes de esta atingir o nível de funcionalidade para se auto-defender. Contudo a Aliança Rebelde cai numa armadilha feita pelo próprio imperador, pois tanto a informação do estado atual da nova Estrela da Morte como os códigos de entrada na lua eram parcialmente falsos, com o objetivo de atrair a frota principal da aliança rebelde à sua destruição. Ainda assim o pequeno transporte consegue passar o bloqueio e infiltrar-se na lua de Endor.

É lá que, os rebeldes conhecem os Ewoks, uma raça seres semelhantes a pequenas ursos, com um estilo de vida ainda primitivo e organização social tribal. Contudo os Ewoks mostrar-se-iam essenciais para a destruição da central emissora, inicialmente protegida por uma legião das melhores tropas imperiais, que, segundo o imperador, já aguardavam o assalto rebelde. Através de variadíssimas armadilhas e tácticas de emboscada, os nativos Ewoks, conseguem surpreender as fileiras imperiais e, juntamente com o pequeno exército rebelde, tomar a estação emissora do escudo defletor que é detonada de seguida.

Enquanto isso já a frota rebelde se encontrava no espaço próximo da lua de Endor, pronta a atacar a estação espacial desarmada, caindo em cheio na armadilha montada pelo Imperador. É Lando Calrissian, a bordo da Millennium Falcon que se aperceberá a tempo do esquema imperial, devido à estranha inatividade da massiva frota imperial que se encontrava juntamente em órbita com a Estrela da Morte, avisando o Almirante Ackbar a retirar com as naves para uma distância segura. Uma descarga proveniente da própria Estrela da Morte que destruiu um cruzador Nebulon, revelaria por fim a verdadeira natureza da armadilha – a aniquilação completa da Aliança Rebelde.

Aquando o assalto à estação emissora em Endor, Luke Skywalker, ciente do que o seu destino lhe reserva, decide entregar-se e enfrentar Darth Vader que se havia revelado seu pai. Luke, previamente avisado por Yoda que a sua prova de fogo para justificar o seu título de Cavaleiro Jedi seria enfrentar Vader, vislumbrava agora uma réstia de luz e bondade no coração do seu pai, enclausurado dentro da horrível armadura mecânica. Luke tentará ainda persuadir o pai a ouvir a sua consciência, mas segundo as palavras do próprio “Agora é tarde demais para mim, filho”. Vader levará assim o filho à presença do Imperador Palpatine onde segundo as suas palavras, Luke “se converterá ao lado sombrio ou morrerá”.

“Se você não vier para o lado sombrio, então talvez ela venha”. Assim Darth Vader induz Luke Skywalker a sentir raiva e ódio.

Confrontando a assustadora presença do próprio Imperador, Luke Skywalker é então constantemente tentado por este a usar a sua raiva para o atacar, completando assim a sua viagem para o lado sombrio da Força. Luke manterá a sua compostura ainda durante algum tempo mas após a revelação da armadilha em que a frota rebelde mergulharia assim que entrasse na órbita da lua, por parte do próprio Imperador Palpatine, seguida da primeira descarga da nova Estrela da Morte que começará a dizimar a frota rebelde, Luke cego de raiva tentará atacar o Imperador com o seu sabre de luz propositadamente posto ao alcance do mesmo, pelo próprio Palpatine. Vader bloqueará este ataque direto ao seu mestre e assim pai e filho começarão o duelo que decidirá o futuro da galáxia à medida que o lado sombrio da Força cresce. Apesar de Vader ser um lutador excelso, este não resistirá à perícia e agilidade das novas habilidades adquiridas pelo seu filho alimentadas e duplicadas pela raiva passional com que este se encontrava no momento. Luke derrotará assim o seu pai decepando a sua mão esquerda.

É contudo neste momento que o destino dá mais uma reviravolta: ao contemplar a verdadeira natureza mecânica da mão decepada do seu pai, Luke ver-se-á assim à luz do seu próprio reflexo comparando a sua mão esquerda, também biónica, com a do seu pai, como uma representação do próprio Lado sombrio da Força, ou seja, um poder facilmente adquirível mas horrivelmente deformador a nível interno ainda que exteriormente invisível. Assim num lapso de consciência, Luke recusar-se-á a matar o seu pai e a ocupar o seu lugar como previsto pelo Imperador, declarando de seguida o falhanço deste. É então que num misto de surpresa e raiva o Palpatine atacará Luke com uma poderosíssima descarga elétrica emanante das suas próprias mãos que tombará imediatamente o inexperiente Luke a uma agonia sem precedentes. Palpatine estava decidido a destruir Luke, o último dos Jedi ali mesmo e nada o poderia impedir. Na sua agonia Luke suplicaria ajuda ao pai que se encontrava ainda vivo se bem que muito fraco. Os gritos suplicantes d Luke farão, contudo o que os seus apelos não fizeram anteriormente; assim num misto de revolta e de amor pelo seu filho, Darth Vader arremessará o Imperador para um poço gradeado que se encontrava na mesma sala que conduzia diretamente ao reator principal da estação, matando instantaneamente o Imperador.

A verdadeira face de Darth Vader.

Contudo, Vader terá pouco tempo para testemunhar a sua própria redenção. Os seus já danificados sistemas vitais, sofreram ainda mais dano devido às descargas eléctricas do Imperador que parcialmente atingiram Vader enquanto este carregava o Imperador para o poço de ventilação onde este encontraria a morte, eliminando todas as hipóteses de sobrevivências do antigo Lorde Sith. Vader terá ainda assim tempo suficiente para um último diálogo com o seu filho Luke, que correrá em seu auxílio após se recompor dos ataques do Imperador.

Vader pedirá então a Luke para lhe retirar a sua máscara para o ver por uma última vez com os seus próprios olhos; por debaixo da terrível máscara Luke encontrará apenas um pobre homem deformado pelo lado sombrio e pela máquina que garantia a sua subsistência , tão diferente da figura imponente que outrora a sua terrível presença emanava. Vader admitirá por fim que Luke estava certo a seu respeito. Em um sussurro, Vader pede que Luke diga à irmã que estava certo. Dando um último suspiro, ele morre e transforma-se na Força como espírito. Luke tornar-se-á assim no último e simultaneamente no

Fantasmas de Obi-Wan, YodaAnakin Skywalker.

primeiro Jedi da Nova Era.

Pouco depois de Luke sair com o corpo de Vader da Estrela da Morte, as forças rebeldes (lideradas por Lando Calrissian) invadem o interior da estação, pois o escudo havia sido desativado por Han Solo e Leia, e destroem o reator principal. A estação entra em colapso e explode, assinalando a derrota das forças Imperiais e do próprio Imperador (contudo o Império Galáctico iria ainda permanecer durante muitos anos numa longa e dura guerra com a após formada Nova República).

Cena final do filme, com todos comemorando a queda do Império Galáctico.

No final, Luke reunir-se-à com os seus amigos em Endor para festejar a vitória conjuntamente com os Ewoks. Aqui Luke revelará a Leia a sua relação parentesca e consequentemente Leia revelará o mesmo a Han Solo, o que oficializará a a seu namoro. Luke ainda tem uma visão dos espíritos de Yoda, Obi-Wan e seu pai Anakin Skywalker juntos de novo antes que Leia o abrace e leve-o para perto dos amigos.

Elenco


Crítica da Sociedade Jedi

Leia nossa critica sobre Episódio VI: O Retorno de Jedi – AQUI

Star Wars Wikia 

Veja o Artigo base sobre Episódio VI: O Retorno de Jedi na Star Wars Wikia brasileira – AQUI