Estamos enfrentando uma Overdose de Star Wars, mas e aí?

1372393037565324838

É com muito orgulho e prazer que faço meu primeiro artigo aqui no Sociedade Jedi. Para quem não me conhece, meu nome é Sérgio “Quinlan Vos” Lopes, membro ativo do Conselho Jedi São Paulo já há alguns anos, e agora também editor por aqui. Convite que aceitei com o maior prazer.

É engraçado ver como Star Wars tem surgido e crescido no Brasil, onde eu vejo muita gente apontando que isso é culpa do capitalismo agressivo da Disney, e em parte isso é fato, mas Star Wars sempre teve esse marketing agressivo, principalmente nos Estados Unidos, o fato é que isso não chegava aqui. Em 2012, tive a oportunidade de viajar a trabalho para Boston, no EUA, e pude ver isso de perto, não há uma loja sequer que você entre que não haja alguma coisa de Star Wars para se vender, simples assim.

Ou o que dizer do Museu de Ciência e Tecnologia de Boston (www.mos.org), fora ele ter tido uma exposição de ciencia de Star Wars, havia também uma atração para montar robôs com um instrutor que era a oficina do Watto. O que eu quero dizer, lá é cultura popular, faz parte do dia a dia deles, diferente de nós.

IMG_0298

Watto no Museu…

E agora a Disney viu o potencial do público aqui e está mirando a gente também, e vamos ser realistas, pelo menos até agora, teremos um filme por ano até 2019.  Teremos The Force Awakens em 2015, Rogue One em 2016, Episode VIII em 2017, o filme solo do Han Solo (piada pronta) em 2018 e Episode IX em 2019.  Se formos levar em conta os rumores, ainda temos os filmes do Boba Fett, Obi-Wan Kenobi e Yoda e só isso já da uma overdose da Saga. Se levarmos em consideração que em 38 anos foram lançados 7 filmes, então temos uma média de um filme a cada 5.5 anos, se fizer a conta com esses novos, temos um acréscimo de 500% na presença de Star Wars na Telona.

Os filmes são só o começo, ainda temos Star Wars Rebels na TV,  vários quadrinhos pela Marvel Comics (Star Wars, Princess Leia, Darth Vader, Lando, Kanan, Shattered Empire), que estão chegando por aqui pela Panini, um monte de livros novos (Aftermath Partes 1-3, A New Dawn, Dark Disciple, Lords of the Sith, Tarkin), que também estão chegando ao Brasil, por várias editoras, temos ao menos dois novos jogos de video game a vista (Battlefront, Uprising), mas ainda tem alguns projetos não divulgados, ainda tem os rumores de atrações em parque na Disney, séries novas no Netflix, e assim vai.

Isso é muito Star Wars, é sério, e antes você ainda podia dar a desculpa de não acompanhar o material extra porque o Universo Expandido não era canônico, mas agora, pra piorar a vida da gente que gosta de acompanhar tudo, é tudo parte do canônico e da linha principal de história, está tudo interligado agora, livros, quadrinhos, games. Ou seja, se você agora quer estar a par do mundo de Star Wars, você vai que consumir o máximo possível de informação.

starwarsdarkempire_03

Sendo otimistas, se você ama Star Wars (como a maioria de nós por aqui), você tem um monte de coisas para procurar e olhar. Vai ter ainda muito material novo chegando, e já pode perceber que neste final de Agosto e início de Setembro, já estamos vendo um monte de novos itens de merchandising aparecendo, seria preciso ganhar na Mega-Sena. Então, se você realmente ama essas histórias maravilhosas, seja no passado, presente ou futuro de Star Wars, toda essa insanidade vai ser divertida e compensadora. Imagine se você pudesse voltar no tempo, lá nos idos de 2005, quando estava triste porque Star Wars ia acabar em Episódio III, e pudesse avisar a você mesmo: “Calma Padawan, nós teremos materiais infinitos de Star Wars logo mais no futuro!”. Tenho certeza que minha mente explodiria.

E vamos ser sinceros, é isso que a Disney quer, que nossas mentes explodam de excitamento. E eles estão vendo isso, sai um novo vídeo ou trailer, milhões de visualizações; saiu uma nova notícia, tudo mundo pira para ver e acompanhar. E pensem, isso só vai aumentar se os novos livros, games e filmes foram realmente bons. E mesmo que não seja muito bom, ainda sim vai ser divertido, estão aí os Episódios I, II e III pra provar.

tumblr_m8w6vcqieq1r46py4o1_1280

Volte na época em que os “prequels” foram lançados. Mesmo eles não sendo maravilhosos como a Trilogia Clássica, a gente continua excitado e esperando o próximo filme. E olha que tínhamos que esperar muito mais por mais Star Wars naquela época,  já que temos uns 3 anos entre cada filme, então havia muito tempo para degustar o primeiro filme, começar a pensar no potencial do próximo, descobrir sobre o mesmo, se planejar para o lançamento com os amigos e esperar ele sair no cinema.

Perceba a diferença agora, a linha do tempo foi espremida absurdamente. Um filme por ano e tudo relacionado a ele, então quando Rogue One começar a ser promovido, The Force Awakens provalvelmente vai estar sendo lançado em Blu-ray, e junto com um monte de novos materiais em relação a Rey, Finn, Kylo Ren e todos. E quando Episódio VIII começar a ser filmado, vamos ficar ávidos por informação dele, mas ainda vamos estar digerindo o Rogue One.  E vai chegar um ponto em que teremos ao menos 3 filmes no radar, fora as outras mídias. Então quando você sentar para ver o próximo filme, ainda terá uma tonelada de coisas para digerir do anterior e ainda teremos informação do que está para vir. Não da nem pra respirar, é aceleração total, ou como diz Buzz Lightyear: “Para o infinito e Além”.

han610

Se de um lado isso é legal, Star Wars é legal, e quanto mais de Star Wars melhor. Mas ao mesmo tempo tem uma parte que me deixa atemorizado. A abundancia de conteúdo me preocupar que um ou todos os filmes possam ser ruins.  Posso lidar com um conteúdo ruim, ou alguns conteúdos ruins, o que eu não conseguiria lidar é que joguem tanto conteúdo ruim e em grande quantidade, e eu me fique de “saco cheio” de Star Wars. Isso pode acontecer? Claro que pode, fazendo uma alusão, eu amo pizza, mas não consigo comer pizzas todos os dias por 10 anos seguidos, eu preciso variar um pouco, vou querer um hambúrguer, ou seja eu posso enjoar, principalmente se o sabor começar a ser ruim.

Claro que é uma comparação besta, histórias com pizza. Temos a trilogia, os filmes do Anthology e tenho certeza que novas histórias vão surgir com os seriados, desenhos, livros, games. E tenho certeza de que algumas serão muito boas, outras nem tanto. E pensa, eu já estou curioso, e depois de Episódio IX. Já tentou imaginar o que tem depois, vão dar outro salto de 30 anos? Vão voltar pra contar a origem dos Jedi e Sith? Vão parar com as trilogias? Não sabemos.

A única certeza que eu tenho é que tem pessoas neste momento já pensando nisso e tomando decisões a respeito disso. E isso é fantástico. Eles tem um dos empregos do sonhos por muitos de nós, decidir o futuro de Star Wars. Mas os produtos são apenas uma parte disso, outra das coisas que me fascinam são as comunidades de giram em torno disso, como o Conselho Jedi São Paulo, ou aqui no Sociedade Jedi, as pessoas que vão a eventos, analisam uma foto, tentam encontrar detalhes em um filme ou trailer. E justamente aqui é que estão as minhas memórias positivas em relação a Episódios I, II e III, o tempo que eu curti com o pessoal teorizando, analisando detalhes do filme, indo a pré-estreia com todos, tudo isso supera o lado negativo de não ter gostado muito desses filmes.

Vamos sobreviver a isso, mas com o risco de sairmos bem cansados. Um intervalo é bom para refrescar as ideias, tudo bem que não precisa ser um tão longo, já que 10 anos nos separam do ultimo filme nos cinemas (não estou contanto Clone Wars nessa).

rted1c3jrltzetnutz4q

E porque essa avalanche de Star Wars? Acho que eu consigo citar $4 bilhões de razões pra você. Quando a Disney comprou a Lucasfilm em Outubro de 2012, essa quantia até parecia um monte de dinheiro. Mas com o hype que está em cima de The Force Awakens não duvido que eles recuperem boa parte deste investimento só com esse filme. E vamos dar o braço pro George Lucas, quando ele fez os seis filmes ele era só um homem. Agora a franquia está sendo controlada por uma das maiores companhias de entretenimento do mundo, com recursos ilimitados e acesso ao que precisar. Ele devia ter cobrado mais.

E o futuro não caminha para ser ruim, se formos nos espelhar na outra franquia da Disney que mais se assemelha com a nossa, a Marvel. Já estamos indo para 8 anos de lançamentos ininterruptos deles e as coisas estão ficando maiores, nem todos os filmes são bons, mas a maioria é. Mas também devemos ser racionais, as pessoas podem começar a se cansar, é obvio que Star Wars será um sucesso por um bom tempo, mas e quando as pessoas se cansarem? Isso é natural, será que não vão se cansar por pagar pela mesma coisas toda vez ?

Ninguém tem a resposta dessa questão, e eu acho que a questão é outra: Para quem é Star Wars hoje em dia? Com a Disney no controle, não parece mais ser para os fãs na casa dos 30 a 40 anos, se alguma vez foi. Star Wars é para a molecada que está crescendo hoje com esse conteúdo, que vai atazanar os pais para comprar os brinquedos, os jogos, os livros. E essa audiência não tem a mesma nostalgia que a gente, não agora, mas terá. E talvez esse nem seja o ponto, quando tivermos mais Star Wars do que podemos consumir, talvez seja o que os fãs precisem para ajudar a alavancar a franquia e fazer ela crescer por outras direções.

uxchlvprue6ktyjymzjc

Bom, acho que o ponto é, não devemos nos preocupar com isso pois quando Star Wars estiver caindo, ainda sim, eu ao menos, terei a Trilogia Clássica para me apegar a continuar amando, e com certeza ser capaz de escrever mais de 1700 palavras sobre isso. Com certeza nós temos as nossas memórias já do que é ótimo e teremos ainda novas nos dias que irão surgir. E como nos Episódios I, II e III, mesmo com os filmes não sendo uma maravilha, a jornada e a curtição criaram os bons momentos.

Star Wars irá durar, e cada nova geração irá aprender a amar e se encaixar neste universo maravilhoso. Star Wars é sobre o que há em cada um de nós, tanto na tela, quando fora dela, e vamos lidar com ela como deveríamos, e curtir cada momento. E com isso lhe convido a curtir com a gente esse jornada que está para recomeçar e vamos nos deliciar com cada pedacinho que for nos servido.

E para você que veio até aqui lendo, meu muito obrigado mesmo, e até o próximo artigo.