VII | Editora revela o que foi cortado da Visão de Rey

VII | Editora revela o que foi cortado da Visão de Rey

Uma das sequências mais discutidas em O Despertar da Força é a visão que Rey tem depois de tocar o velho sabre de luz de Luke no porão do castelo de Maz Kanata. A cena, geralmente referida como “The Force-Back” (Ou o Flashback da Força), ainda faz os fãs coçar a cabeça buscando seu verdadeiro significado. É uma visão do passado? O futuro? Poderia ser puramente simbólica? Enquanto esperamos obter respostas a estas questões nos Episódios VIII e IX, ficamos sabendo que, originalmente, existia mais na sequência do que se viu na telona. Falando com a University of California Television, a editora de O Despertar da Força, Maryann Brandon falou sobre o que foi cortado.

Brandon disse:
Ela ia para este quarto e, em seguida, torna-se o quarto na Cidade das Nuvens (Bespin), que você ainda pode ver porque nós mantivemos essa ideia, mas então ela andava pelo corredor e via Darth Vader e Luke lutando. Ela via Darth Vader cortar fora a mão de Luke. Então ela se virava e via Snoke, ou alguma versão de Snoke, versão vaga dele e um menino. Então todas aquelas imagens que tínhamos, elas simplesmente não têm uma lógica que satisfaça ninguém o suficiente.

Você pode assistir a entrevista completa com Brandon abaixo (em inglês):

A parte de Vader é algo que tem aparecido em vários livros, por isso não é uma grande surpresa. A parte de Snoke, no entanto, é nova. Parece seguro afirmar que o menino com Snoke, citado por Brandon, é um jovem Kylo Ren/Ben Solo. Esta versão parece indicar que Kylo caiu para o Lado Negro quando ele bem mais jovem. Sabemos a partir do romance Star Wars: Bloodline que Kylo não caiu até que ele já é um jovem adulto, assim, esta imagem não teria funcionado literalmente no filme. No entanto, creio eu, esta imagem poderia ter funcionado simbolicamente, sugerindo que ele estava condenado ao Lado Negro desde cedo em sua vida.

Fonte: http://www.starwarsunderworld.com/2016/07/the-force-awakens-editor-reveals-what.html