6 fatos bizarros dos bastidores de Star Wars!

6 fatos bizarros dos bastidores de Star Wars!

Todos os filmes possuem muitas histórias estranhas, engraçadas e bizarras em seus bastidores e isso não é diferente com a nossa saga favorita, Star Wars. Você sabe o que E.T. e Retorno de Jedi têm em comum? Ou como Stanley Kubrick quase arruinou O Império Contra-Ataca? Descubra essas respostas e mais outras neste artigo com os 6 fatos de bastidores mais bizarros de Star Wars!


1. Yoda o Caça-Vampiros? 

Fatos Bizzaros 02

Não necessariamente isso, mas temos certeza de que Yoda poderia se aguentar contra legiões de vampiros morto-vivos. De qualquer jeito, a visão original de Lucas de O Império Contra-Ataca mostrava um Yoda muito diferente do Mestre Jedi com sua icônica voz que conhecemos e que tentamos imitar (pobremente): um ser milenar conhecido por seus amigos como… “Buffy”. Apenas imagine se isso tivesse continuado. Mas felizmente, como visto no livro de J.W. Rinzlers  Making of O Império Contra-ataca, o nome foi mudado para “Minch Yoda” no primeiro rascunho da roteirista Leigh Brackett e depois encurtado para apenas Yoda.

2. Boushh Phone Home

Fatos Bizzaros 03

Enquanto você assistia a cena com Boushh em Retorno de Jedi você já pensou: “cara, onde eu já escutei essa vozinha rouca antes?” Sua avó fumante? (Seja legal, a voz celestial dela coloca os Anjos de Iego para dançar!) E.T.? Bingo! Ambos os personagens foram dublados por Pat Welsh, descoberta pelo designer sonoro de Star Wars e Indiana Jones Ben Burtt em uma loja de câmeras (o destino é engraçado).

Em um episódio do documentário dos anos 80 Tela, Palco e Televisão, Burtt disse que o tom de voz natural rouco da Pat tinha a qualidade de outro mundo que ele precisava quando estava criando os efeitos sonoros de E.T. O Extra-Terrestre. George Lucas contratou Welsh logo após para dublar o misterioso, mas muito menos fofinho, caçador de recompensas Boushh.

3. George Lucas & Ralph Bakshi: Melhores amigos para sempre!

Fatos Bizzaros 04

O que a Walt Disney foi para a cultura pop, o animador Ralph Bakshi foi para o cinema independente durante os anos 70 e 80. Em 1975, Bakshi se desviou de sua rota criativa de ambientes urbanos e jovens buscando realização existencial quando dirigiu Wizards da 20th Century Fox: um conto alegórico que se passa numa Terra pós-apocalíptica, habitada por elfos, fadas e outros povos mágicos. Ele pouco sabia que, ali perto, outro épico de fantasia estava em produção — Star Wars!

A produção concorrente da grande ópera espacial de George Lucas afetou o desenvolvimento de Wizards. De acordo com uma edição do 35° aniversário de Wizards, Mark Hamill foi oferecido a Bakshi pelo estúdio, emprestando sua voz para o inocente — e infeliz — mágico Sean (um de seus primeiros papéis animados). E quando o então presidente da Fox Alan Ladd, Jr. se recusou a fornecer financiamento adicional para Star Wars Wizards, Lucas convenceu Bakshi a alterar os termos back-end de seu acordo para conciliar as grandes despesas. O gambito foi pago já que ambos os filmes foram sucessos de bilheteria, embora Star Wars teve muito mais popularidade.

4. “Use o Iluminado, Luke!”

Fatos Bizzaros 06

O que O Império Contra-Ataca O Iluminado — dois filmes que historicamente dominaram a temporada de verão de 1980 — possuem em comum? Ambos foram vizinhos de produção nos Estúdios Elstree em Londres. Se Lucas soubesse naquela época o que ele sabe hoje, talvez ele teria pensado duas vezes em trabalhar tão perto do diretor Stanley Kubrick. Um incêndio no Estúdio 3, onde O Iluminado estava sendo filmado, causou um dano considerável ao set. Como resultado frustrante, a Lucasfilm teve que emprestar alguns de seus espaços para permitir que Kubrick finalizasse seu trabalho, quase colocando a própria produção de O Império Contra-Ataca em perigo.

Uma história estranha, dado o contexto, mas antes deste incidente durante as filmagens na Noruega, uma nevasca anormal quase confinou Lucas e sua equipe em seu hotel. Incrível, não?

5. Negócios de Macacos Galácticos

Fatos Bizzaros 05

Em outra curiosidade sobre o Yoda de Making of O Império Contra-Ataca de J.W. Rinzler, o autor revelou que o personagem seria interpretado por um macaco numa fantasia — treinado para se movimentar com a bengala de Yoda. Entretanto, a ideia não saiu do chão quando um membro da equipe envolvida em 2001: Uma Odisseia no Espaço, especificamente na famosa cena de abertura com os macacos, comentou que um macaco seria mais problemático que seu preço.

Não que sua contribuição era necessária, já que a memória de ter que vestir um elefante numa fantasia de Bantha estava fresca na memória de todos.

6. A verdade doente por trás da voz de Chewbacca

Fatos Bizzaros 07

George Lucas sabia onde estavam suas prioridades quando filmava Star Wars — e no topo da lista das vozes alienígenas que Ben Burtt trabalhou estava Chewbacca. O desafio, segundo Burtt em uma pequena entrevista, era criar um padrão de linguagem que era animalesca, porém inteligente, utilizando vocalizações de ursos como Lucas sugeriu. Ele gravou e incorporou vários barulhos depois, incluindo morsas, texugos, e… por sua própria conta… animais doentes. Isso mesmo, uivos angustiantes e ganidos de criaturas doentes formam a base da linguagem única de Chewbacca, que ecoa fantasmagoricamente nos nossos ouvidos.


E aí, o que acharam destes incríveis fatos de bastidores?

Matéria traduzida do site StarWars.com, de autoria de Steven Romano.