E assim foi a 15a. Jedicon São Paulo

E assim foi a 15a. Jedicon São Paulo

Depois de alguns dias sumido sem escrever a minha crônica por aqui, depois de toda a correria que foi organizar e trabalhar em mais uma Jedicon São Paulo, eu consigo um tempinho pra falar do evento. Como alguns aqui descobriram, durante o evento subimos no palco pra falar do grupo, e como acho que a maioria sabe eu faço parte dos “laranjinhas” do CJSP e participo da montagem de uma Jedicon deste 2006. Pois é, faz tempo.

Sociedade Jedi no palco da Jedicon!Os nossos administradores Sérgio “Vos” Lopes, Vebis Junior, Fernando “Jedi” Barbosa e Theo Fairbanks subiram ao palco na Jedicon!Nossa equipe, formada por: João “Dark Marlowe” Filho, Sérgio Lopes, Ítalo Bandeira, Yasmin Lima, Maryanna Carvalho, Lívia Lago, Dani Aayla, Rafael Lemos, Fer Skywalker, Paulo Henrique, Vebis Junior, Fernando Barbosa, Theo Guimarães Fairbanks, parabeniza o Conselho Jedi São Paulo e todos os organizadores pela Jedicon SP 2015!

Posted by Sociedade Jedi on Sunday, October 11, 2015

Sabe, já se perde no tempo a resposta da pergunta: “Por que correr tanto para que outros aproveitem o evento?”. Bom, a imagem abaixo resume bem isso.

12096577_1155541347792886_6495247221607233233_n

Claro que não é só isso, mas é o amor por Star Wars e querer dividir isso com todos. Mas não é só isso que movimenta a gente a passar meses planejando, correndo atrás de atrações e de lugar pra fazer. Tendo que se “virar nos 30” já que não temos orçamento e a coisa é feita do nosso suor e esforço, então já dá pra imaginar o que acontece se der prejuízo…

Mas falando sério, o que faz com que a gente se mova que nem doido pra montar o evento um dia antes, chegar lá às 07h da manhã do dia seguinte e sair a noite só quando a última mesa está desmontada e pronta pra ser levada (tecnicamente eu saí um pouco antes, filho pequeno cansou e precisei levar ele embora). Por vezes brigamos uns com os outros, a correria e o stress quando vai se aproximando a data é insana e mesmo assim, nos acertamos depois e tudo volta a ser como antes. Uma imensa “família”. E como toda família tem as suas rusgas. E olha que é suor, é literalmente carregar piano para cima e para baixo.

piano

A gente já vai transportando essa paixão e esse carinho pra nossa família, até meu filho de 3 anos ajudou na montagem da Jedicon esse ano, pra depois também aproveitar Star Wars com toda a paixão que eu consigo passar para ele.

12112487_1155517904461897_4911376200983723274_n

Mas não foi só ele a ajudar. Também é a paixão que nos move, a paixão por falar e divulgar Star Wars. É o sorriso de cada uma das pessoas que vão lá, que curtem o evento, que se divertem junto com a gente. É poder ver meu filho se divertindo no meio daquela festa toda e pirado porque o personagem preferido dele estava ali, o R2-D2 (que ele rebatizou de Copi, sabe-se lá porque…).

12079475_1049891955032808_6512803264254934461_n

E mesmo assim, às vezes a gente precisa de um empurrãozinho pra poder continuar. Como quando eu resolvi dar um tempo de fã clube e fiquei um bom tempo afastado e quando voltei, no ano passado, ajudei em alguns detalhes da edição de 2014, mas com força total apenas nessa edição de 2015. É nessa hora deste empurrãozinho que a Força faz questão de se fazer presente e lembrar para cada um de nós porque nos mobilizamos para este evento acontecer.

Gostaria de dividir uma história que aconteceu durante essa Jedicon SP 2015.
Em dado momento, naquela correria de vai e vem, fala com um aqui, resolve alguma coisa ali, um pequeno mestre Jedi me chamou, pediu uns minutos pra conversar comigo. Me contou um pouco da sua história, inclusive de superação para conseguir estar ali na Jedicon e queria me mostrar seu caderno de desenhos. Sim, esse mestre Jedi é um artista e foi ali me mostrar sua obra.

Mesmo em toda aquela correria que se cerca, eu parei ali alguns vários minutos para apreciar a arte deste Jovem Mestre e a cada desenho ficava admirado com o trabalho e história dele. Então ao final do caderno, esse Mestre olha pra mim e diz que quer me presentear com um desenho seu, e ainda escolhe seu desenho preferido para me dar.

desenho

E com direito a assinatura para mim e para o Conselho Jedi São Paulo. Um item que já foi para a minha coleção, um item precioso dela. É um desenho para mim, que tem o mesmo valor que um desenho feito pelo meu filho.

assinaturadesenho

Neste momento, enquanto retornava ao meu posto, um cisco entrou no olho que fez com que ele ficasse um pouco vermelho, marejado e irritado.

Obrigado mesmo, Mestre Mikael.
Obrigado por me fazer lembrar porque eu realmente participo deste grupo e me esforço pra fazer esse evento ser melhor e melhor. Que a chama de Star Wars esteja sempre acesa em seu coração e que você produza artes e mais artes e quem sabe em um Jedicon no futuro você não esteja lá expondo seus trabalhos.

O mais engraçado em relação a isso, é que diretamente me lembrou um discurso do Dave Ghrol do Foo Fighter, quando foi convidado para um festival de música em 2013.
Aliás depois deste vídeo, muita coisa permeou minha vida, inclusive meu retorno ao CJSP. Ele é demorado, é uma hora de discurso, que vale a pena.

Algo que eu aprendi com esse discurso inspirador foi: Não existe certo e errado quando estamos criando algo. Podemos fazer do nosso jeito e isso faz a Jedicon SP ser um sucesso, pois é um bando de doidos que se esforça para fazer o melhor, e do nosso jeito. É a minha voz aqui, então eu tenho admira-lá, respeita-lá, cuidar dela, desafia-la a ser melhor. E principalmente, que encontremos nossas próprias vozes e que viremos a inspiração de alguém, que iniciemos uma revolta, ou uma emoção. Ou que iniciemos uma revolução. Ou mesmo que sejamos capaz de salvar a vida de alguém. Que nos tornemos o herói de alguém (nem que seja meu próprio filho). E, neste domingo, este Jovem Mestre Mikael me mostrou que estamos no caminho correto, que conseguimos iniciar uma emoção em alguém ou vários alguém. Por isso meu muito obrigado a você, saiba que você já é um mestre Jedi.

Eu gostaria de agradecer também toda a família CJSP, que mesmo nos meus momentos de rabugento me atura, me aceita e mesmo quando eu pedi um tempo, me aceitaram de volta logo depois. Nem vou citar nomes separados, porque esse agradecimento é para cada um que esteve lá ajudando e ajudou a despertar uma emoção em cada um que esteve lá. Vocês são demais.

12108114_10200911272579970_3307490672680032218_n

E essa foi a Jedicon SP 2015 para mim. Fica também o meu muito obrigado a todos os amigos, parceiros e todos que estiveram lá, cada um que foi prestigiar. Os amigos de longa data que estiveram por lá prestigiando e que eu pude ver, cumprimentar e tentar ao menos um papo rápido. Aos novos amigos que fiz. Ou seja, a todos vocês que foram lá e ajudaram a fazer essa festa linda.

E haja emoção e fôlego pra fazer em 2016 uma festa mais linda ainda.