[REVIEW] – Star Wars Rogue Squadron II: Rogue Leader (Game Cube)

[REVIEW] – Star Wars Rogue Squadron II: Rogue Leader (Game Cube)

layout_resenha_legends

     Saudações caros leitores, hoje trarei para vocês amantes de combates espaciais uma breve análise sobre um game pouco conhecido da franquia que foi lançado exclusivamente para o Nintendo Game Cube no longínquo ano de 2001. Estão prontos? Ótimo … então peguem seus X-Wings e vamos embarcar nesse texto.

Capa do Jogo

ENREDO

     Abaixo vocês conferem o texto que é exibido assim que você cria seu save file e inicia a primeira missão do jogo:

Rogue Squadron II: ROGUE LEADER

It is a period of civil war. The Rebel Alliance is preparing a major attack against the evil Empire.

Launching from a hidden base on the fourth moon of Yavin, the Alliance forces hope to destroy the Death Star, an armored space station with enough power to decimate an entire planet.

LUKE SKYWALKER and WEDGE ANTILLES, two young Rebel recruits, have joined the Alliance in a brave attempt to restore freedom in the galaxy….

     Como o texto introdutório sugere, será possível jogarmos com os dois pilotos mais habilidosos que a Aliança Rebelde já teve ao lado do icônico Rogue Squadron. São um total de 11 missões principais (fora as 5 missões extras) que abrangem o período da Batalha de Yavin (1ª missão) e culmina nos eventos da Batalha de Endor, sendo mais preciso o jogo se passa durante 0-4 DBY. A princípio controlamos Luke Skywalker e o resto do jogo será com Wedge Antilles (Luke deixa de ser o líder do esquadrão após a Batalha de Hoth)

Seleção de MIssão

Nada mal para uma primeira missão certo?

GRÁFICOS

     Mesmo para um jogo lançado em 2001 os gráficos estão excelentes, em uma época onde jogos 3D ainda estavam tomando forma e se consolidando no mercado de consoles, Rogue Squadron II conseguiu superar muitos jogos do gênero que existiam até aquele momento. As texturas foram muito bem construídas e os modelos das naves e veículos estão magníficos, isso fica bem claro durante a Batalha de Hoth e todos aqueles minúsculos Stormtroopers se deslocando pelo vasto campo de batalha ao lado dos infames AT-AT e AT-ST.

Untitled

A coisa vai ficar feia pros Rebeldes hoje

GSWE64-3

Qual nave escolher?

JOGABILIDADE

     Controlar as naves é bem fácil, com o analógico esquerdo é possível fazer as naves subirem ou descerem e virarem para os lados. Para usar os canhões blasters basta pressionar o botão e para usar as armas secundárias basta pressionar o botão (cada arma secundária funciona de formas diferentes: Torpedos/Mísseis/Cabo de Reboque/Bombas -> pressione B uma vez. Canhão de Íons -> Segure B até a mira ficar azulada. Artilheiro -> Mantenha B ou L/R pressionados).

     Para realizar um giro de 360º com sua nave mantenha o botão Z pressionado enquanto move o analógico esquerdo para a direita ou para a esquerda. Em determinados momentos você se verá obrigado a aumentar/diminuir a velocidade de seu veículo para poder superar alguns obstáculos do cenário ou para fugir de TIEs que estejam na sua cola, para realizar tal manobra pressione os gatilhos L/R (acelerar e frear, respectivamente).

     Ao fim de cada missão o jogador pode conferir um relatório detalhado da missão, que inclui: Precisão, Caças Destruídos, Vidas Perdidas, Tempo, etc … tudo isso influencia na medalha que o mesmo receberá (Bronze, Prata, Ouro ou Platina). Cada medalha vale uma determinada quantidade de pontos (respectivamente 1, 3, 5 e 10) que são utilizados para desbloquear outra missões especiais. Confiram abaixo um gameplay da Batalha de Hoth.

EXTRAS

     Agora sim o review vai ficar interessante, vamos falar de um dos pontos fortes desse game que são as missões especiais que podem ser desbloqueadas pelo jogador após o mesmo cumprir uma série de requisitos. Ao todo são 5 missões extras, dentre elas 2 missões são um belo de um presente para aqueles que odeiam a Aliança Rebelde hehehe… Estamos falando das missões Imperiais que te colocam na pele de ninguém menos que Darth Vader e seu temido TIE Advanced X1 equipado com mísseis de concussão teleguiados que fazem um belo estrago. Abaixo outro gameplay, dessa vez na missão Triumph of the Empire

  Outra coisa bacana que os desenvolvedores do jogo fizeram foi adicionar naves consagradas da franquia como sendo desbloqueáveis. É possível jogar com a Slave 1, TIE Advanced X1, Naboo Starfighter, etc… cada uma contendo suas sub-armas e forma de jogar. Conseguir essas naves pode ser uma experiência desafiadora ou simplista, se você gosta de desafios quase impossíveis fique á vontade para zerar o jogo sem morrer nenhuma vez e com medalha de ouro em TODAS as missões ou simplesmente vá para a tela de configuração do jogo e insira alguns códigos para obter certas vantagens.

CONCLUSÃO

     Fica bem claro que este jogo conseguiu transmitir muito bem a beleza que os combates espaciais de Star Wars possuem, muitos tiros e explosões para tudo que é lado te aguardam neste game, sem falar das 3 batalhas espaciais mais épicas que hoje se consagraram como sendo as melhores da franquia. Óbvio que o jogo é bem velhinho e recentemente nada dedicado ao gênero fora lançado, mesmo assim é um game que vale a pena ser jogado. Caso possua um Game Cube parado num canto da casa ou até mesmo um Wii, você pode encontrar o jogo para compra em sites como eBay.