Detalhes sobre o interlúdio entre Retorno de Jedi e O Despertar da Força

epis

O que aconteceu entre os Episódios 6 e 7? Essa é, com toda a certeza, uma das perguntas mais feitas pelos fãs desde abril do ano passado, quando descobrimos que histórias como A Trilogia de Thrawn, a Saga Invasão e Império do Mal foram consideradas Lendas, isto é, não são cânones.

Sabendo disso, o site Making Star Wars trouxe umas informações fresquinhas da Comic Con a respeito do período entre Retorno de Jedi e O Despertar da Força. SPOILERS.

Veja o que disseram:

  • Coruscant estava em caos, o Grande Vizir Mas Amedda tentou manter o Império unido por quaisquer meios necessários.
  • A cadeia de comando Imperial estava em desordem; ninguém sabia de fato qual oficial superior eles deveriam seguir ou quais as consequências que isso acarretaria.
  • Muita gente poderosa tentou se declarar Imperador; ninguém se importava mais com aquelas declarações.
  • Pretendentes ao trono usaram suas forças para lutar contra o outro e o caos continou.
  • O setor Anoat foi cortado completamente.
  • A Aliança Rebelde assegurou diversos sistemas e criou bases ali em relativa paz com menores resistências.
  • A Aliança Rebelde se proclamou A Nova República neste tempo.
  • A Nova República foi estabelecida no Sistema Hosnian.
  • Um ano após a Batalha de Endor, a galáxia ainda estava em guerra.
  • Imperador Palpatine foi consagrado um mártir por muitos e jovens destreinados Cadetes Imperiais eram enviados às linhas de frente em seu nome.
  • Muitas batalhas por Naboo foram lutadas no ano póstumo a morte do Imperador Palpatine.
  • A capital de Naboo, Theed, era bem protegida e estável.
  • Simpatizantes Imperiais tentaram se reunir em Naboo porque este era o mundo natal de Palpatine. O planeta ainda continuava rico e saudável.
  • O Império tentou repetidamente invadir mas todas as tentativas foram frustradas.
  • A Nova República celebrou sua vitória em liberar Naboo na terceira batalha.
  • Sondiv Sella serviu a Nova República ao lado de Mom Mothma e Leia Organa.
  • A Nova República teve um senado galáctico provisório com representantes eleitos estabelecidos.
  • Leis Imperiais foram reescritas pela Nova República para serem mais benevolentes e justas.
  • A democracia estava retornando.
  • Mundos poluídos pela mineração Imperial estavam sendo reconstruídos; houve também reparações de escravidão.
  • Jakku era visto como um mundo inútil
  • Havia um valor estratégico em Jakku para um Moff sedento por poder que queria reconquistar o setor.
  • Um líder da Nova República, General Carlist Rieekan enviou uma equipe para capturar um Star Destroyer chamado O Provocador, sobre Jakku.
  • A Batalha de Jakku teve lugar nas estrelas, no céu e na terra.
  • Esta batalha foi a maior desde Endor.
  • A Nova República ganhou uma vantagem através de melhores táticas apesar do Império estar em vantagem numérica.
  • O Capitão do O Provocador decidiu seguir o protocolo e derrubar a nave em vez de se render a uma insurgência.
  • Então a nave foi derrubada na superfície.
  • Um mês depois da Batalha de Jakku, não havia mais batalhas tão grandes por parte do Império e eles desapareceram em uma nebulosa.
  • Tendo reunido suas forças para um contra-ataca e estabelecido uma nova cadeia de comando, veículos Imperiais no Núcleo e Orla Interna ficaram dentro das fronteiras definidas por um tratado esperando emergir a qualquer momento.

Pelo visto, a Galáxia vivenciou um período de turbulência, caos e instabilidade política. Algumas coisas merecem uma atenção, como o fato de a Nova República não ter sua base em Coruscant, mas no Sistema Hosnian. Outro é que há um personagem chamado Sondiv Sella, que pode ser pai da personagem Kor Sella, que pode ser interpretada por Maisie Richardson-Sellers.

Muitas belíssimas histórias serão contadas neste intervalo entre o Episódio VI e VII, e mal posso esperar pra ver.